Saúde, Agroalimentar e Bioeconomia
Ir para áreas de especialização

Saúde, Agroalimentar e Bioeconomia

A investigação e inovação nos domínios da saúde, agroalimentar e bioeconomia tornaram-se uma força motriz neste novo período, tanto na Estratégia Espanhola para a Ciência, Tecnologia e Inovação 2021-2027 como no Horizon Europe. 

Com referência ao programa-quadro europeu, a Comissão Europeia já anunciou que irá financiar atividades de investigação e inovação (I&D) neste setor, repartindo um orçamento total de 95.500 milhões de euros entre 2021 e 2027 e afetando mais de metade do orçamento à I&D relacionada com o pilar «Desafios Globais e Competitividade Industrial Europeia». Este orçamento será dividido em seis grupos, ou agregados, dois dos quais estão estreitamente relacionados com os setores da agricultura, alimentação e bioeconomia e saúde.

Saúde, agroalimentar e bioeconomia: quais são os desafios que enfrentamos nestes domínios do conhecimento?

Construir sistemas alimentares justos, saudáveis e sustentáveis, que cubram toda a cadeia alimentar: este objetivo está ligado à Estratégia do Prado ao Prato do Pacto Ecológico, que estabeleceu as principais linhas de ação da UE que apoiam a transição para um sistema alimentar sustentável. Este tipo de estratégia ajudará a introduzir inovações para o desenvolvimento de dietas mais saudáveis. Não basta garantir a segurança alimentar e do abastecimento; é também necessário assegurar que os alimentos seguros e nutritivos sejam acessíveis a toda a população.

Outro objetivo neste domínio é a conceção de soluções de economia circular a nível territorial e setorial, para importantes fluxos de materiais e cadeias de valor de produtos, bem como em setores-chave da bioeconomia, tais como sistemas sustentáveis de base biológica, silvicultura sustentável, soluções de base biológica rural em pequena escala, inovações biotecnológicas e cadeias de valor aquáticas.

A componente social é uma constante em todos os projetos, tanto a nível europeu como nacional. Compreender o impacto destas mudanças ambientais e socioeconómicas nas comunidades é essencial para construir comunidades urbanas, rurais e costeiras resistentes, inclusivas, sustentáveis e mais ecológicas.

A promessa de uma vida saudável também envolve desafios em matéria de saúde. Numa altura em que a pandemia da COVID-19 está a tomar o centro das atenções, as doenças crónicas e infeciosas, as ameaças pandémicas e a resistência antimicrobiana são alguns dos obstáculos em que o setor está mais envolvido. Além disso, os efeitos secundários do envelhecimento da população devem ser abordados: até 2050, o número de pessoas com mais de 65 anos de idade na UE terá aumentado em 70 %.
Com este cenário, a inovação na saúde, como investimento, torna-se mais importante na prevenção de doenças, no desenvolvimento de melhores diagnósticos e terapias, na construção de novos modelos de cuidados de saúde e novas tecnologias, e na colaboração entre os Estados-Membros para promover a saúde e o bem-estar.

Devemos também destacar a luta contra o cancro, um dos cinco domínios de missão estabelecidos pelo Horizon Europe. Se não forem tomadas medidas urgentes, o número de diagnósticos na Europa atingirá os 4,3 milhões em 2035. Podemos trabalhar em conjunto para fornecer diagnósticos precoces, desenvolver novos tratamentos e proporcionar às populações afetadas uma melhor qualidade de vida durante e após o tratamento.

3M

A missão do Horizon Europe centrada no cancro tem como objetivo salvar 3 milhões de vidas até 2030

7M€

A Zabala Innovation participa em projetos de saúde, tais como o HIVACAR: um orçamento de 7M€ e 14 parceiros

2

dos mais importantes projetos de bioeconomia foram geridos pela Zabala Innovation