Ir para áreas de especialização

Segurança e defensa

A rápida digitalização da sociedade, impulsionada pelo avanço da inovação tecnológica, trouxe consigo uma série de desafios significativos em matéria de cibersegurança, que exigem respostas urgentes e abrangentes. À medida que as pessoas e as organizações se tornam cada vez mais dependentes da tecnologia digital nas suas vidas quotidianas e nas operações comerciais, o cenário das ameaças cibernéticas tem-se expandido e diversificado. Desde ataques de phishing direcionados a indivíduos até ataques de ransomware em larga escala contra empresas e instituições governamentais, a sofisticação e a frequência dessas ameaças estão em constante crescimento.

Nesse contexto desafiador, a União Europeia reconheceu a necessidade premente de proteger não apenas a economia digital, mas também as infraestruturas críticas e a privacidade dos cidadãos. Em consonância com essa perceção, programas europeus de grande relevância, como o Europa Digital, o Fundo Europeu de Defesa e o Horizonte Europa, estão a alocar recursos significativos para iniciativas voltadas à cibersegurança. Esses investimentos visam não só apenas fortalecer as defesas contra ameaças cibernéticas em constante evolução, mas também promover a cooperação entre os Estados membros da UE e impulsionar a inovação tecnológica no campo da segurança digital.

Além disso, a complexidade das ameaças cibernéticas atuais exige uma abordagem multifacetada e colaborativa, que envolva não apenas a ação dos governos e das instituições europeias, mas também o engajamento ativo do setor privado e da sociedade civil. A construção de parcerias sólidas entre empresas, universidades, centros de pesquisa e autoridades governamentais é essencial para fortalecer as defesas cibernéticas da Europa e garantir um ambiente digital seguro e resiliente para todos os seus cidadãos e instituições. Nesse sentido, a cibersegurança emerge não apenas como uma questão técnica, mas como um desafio global que requer uma resposta conjunta e coordenada em todos os níveis da sociedade.

O desafio da cibersegurança

O mundo está a enfrentar um desafio crescente em matéria de cibersegurança que exige uma ação imediata.

Os nossos números

100%

Taxa de sucesso no Fundo Europeu de Defesa

1,5 B€

Regresso do Horizonte Europa Segurança

SEGURANÇA _image

Desafios e Oportunidades em Portugal e Além

Portugal, assim como outros países europeus, enfrenta desafios significativos em matéria de segurança e defesa no cenário geopolítico atual. A ascensão de ameaças como a agressão russa na Ucrânia e o aumento da capacidade militar em regiões como o sudeste asiático têm chamado a atenção para a necessidade de uma abordagem mais unificada e colaborativa em defesa.

O estabelecimento da Cooperação Estruturada Permanente (PESCO) em 2017 e a criação do Fundo Europeu de Defesa (FED) em 2021 destacam a determinação da UE em fortalecer a cooperação entre os Estados membros no campo da defesa. No entanto, os desafios persistem e exigem uma abordagem multifacetada que inclua não apenas a cooperação militar, mas também iniciativas abrangentes de cibersegurança.

Segurança no Horizon Europe

Dentro do programa Horizon Europe, o Cluster 3: Segurança Civil para a Sociedade, está liderando iniciativas como a “Melhoria da Cibersegurança”, visando fortalecer as capacidades da UE em tecnologias digitais e promover infraestruturas mais seguras e resilientes. Estabelecer garantias de segurança e certificações compartilhadas em toda a UE e promover uma cultura comum de cibersegurança são objetivos cruciais nesse sentido.

Além disso, o Digital Europe programa, com seus investimentos significativos em cibersegurança, desempenha um papel fundamental em apoiar a transformação digital de Portugal e de toda a UE. Por meio de atividades relacionadas ao Mecanismo de Emergência de Cibersegurança, promove-se a preparação e a cooperação mútua, garantindo uma resposta coordenada e eficaz a ameaças cibernéticas em constante evolução.

À medida que a digitalização das empresas e a inovação tecnológica continuam a avançar, é essencial que a Europa mantenha o ritmo e fortaleça suas defesas cibernéticas. Isso requer não apenas investimentos em tecnologias de ponta e infraestruturas seguras, mas também uma colaboração estreita entre os países membros e os setores público e privado.

Através da cooperação estruturada permanente e do desenvolvimento de políticas de cibersegurança abrangentes, a UE está posicionando-se para enfrentar os desafios do futuro digital. Ao promover a inovação, a resiliência e a colaboração internacional, Portugal e a Europa estão construindo um futuro mais seguro e protegido para todos os seus cidadãos e empresas.

Cibersegurança europeia